A pessoa que Tu precisas e a pessoa que Tu queres.

#psicologia #psicoefeito #bemestar #amor


Este é daqueles temas que despertam sempre uma boa discussão, seja em que ambiente for, é um tema relacionado com o melhor desta Vida, o Amor. Acontece nesta Vida conheceres pessoas que te despertam vontade de Amar, seja por que características pessoais forem, há algo inexplicável que te consome por dentro, não se explica, sente-se. Por vezes, conheces essas mesmas pessoas numa fase da Vida em que te sentes em homeostase (i.e. equilíbrio interno), ou carente, ou com vontade de voltar a Amar, de conhecer alguém verdadeiramente, sentires-te seguro(a), como se fosse um impulso e entras nesse conhecimento mútuo. Essa pessoa é a que Tu precisas ou é a pessoa que Tu queres?


Vejamos a diferença.

A pessoa que Tu precisas vai no sentido de colmatar a ausência de alguém que te faça companhia, com quem seja interessante conversar, agradável, companheiro(a), é uma fase em que te sentes bem porque precisas de alguém. A pessoa que Tu queres está definida por ti, para ti, quero dizer com isto que Tu, só Tu, sabes quem queres para Ti, na Tua Vida, e essa pessoa é muito, muito, muito mais do que a que precisas. Essa pessoa é aquela pela qual és capaz de fazer muitas coisas que, provavelmente, ainda não tinhas pensado fazer, é muito, muito, muito mais do que colmatar carência afectiva, existe um sentimento de envolvimento total porque o Amor não tem fronteiras ou limites, pois o Amor não se explica, sente-se. Nos dias de hoje há um medo avassalador que é o de ficar sozinho(a), e eu pergunto, se estás contigo num sítio qualquer, sentes-te sozinho(a)? Se sim, então tenho uma coisa a dizer-te, vais estar sempre só, essa é a verdadeira solidão, o facto de estares contigo mesmo e sentires-te só é um cenário pelo qual podes passar em alguma fase da Tua Vida, mas não deves ficar acorrentado(a) a isso, como disse Warren Buffett “As correntes do hábito são leves para serem sentidas até serem muito pesadas para serem partidas”.


Enquanto a necessidade actual for gratificação imediata será sempre a pessoa que Tu precisas a aparecer na Tua Vida, do meu ponto de vista esse cenário só pode ser alterado quando decides para Ti qual a pessoa que queres. Imagina este cenário: tens um Universo inteiro a conspirar a Teu favor, todas as forças conjugam-se para te dar aquilo que queres, isto é, tudo aquilo que pensas, e estás em constante dúvida inconscientemente entre a pessoa que precisas e a que queres, como podes contribuir para que o Universo, que conspira a Teu favor, te dê a pessoa que queres se tens em constante dúvida a pessoa que precisas? Afinal, queres ou precisas? A gratificação tem de ser imediata ou não? Que tipo de diálogo manténs contigo? Qual a querência de ti para ti? Como podes ter medo de ficar sozinho se tens em Ti a pessoa mais importante da Tua Vida? De 0 a 10, sendo que 10 é importantíssimo, quão importante é para Ti teres a pessoa que queres?


São questões que deixo para reflexão, gosto de proporcionar isso, tenho para mim que existe uma falta de pensamento sobre o tema do Amor hoje em dia, há uma necessidade de gratificação instantânea como se de um “like” numa publicação se tratasse, e as questões do Amor não são assim, nunca poderiam ser assim pois estamos a falar do sentimento humano mais poderoso – logo tem o seu tempo para germinar, no dia em que plantas a semente não colhes o fruto - maravilhoso e todo ele autêntico. Diz-se que na Vida temos de acreditar em alguma coisa, em algo que nos move, algo que sentimos sem saber explicar, algo que queremos mais do que precisamos, e é por isso que eu acredito no Amor!


“Tudo vem a tempo para quem sabe esperar.”
Leo Tolstoi