O Poder da Gratidão!

#psicoefeito #gratidão #opoderdagratidão


A gratidão, a afirmação e o reconhecimento dos benefícios recebidos, é um bem pessoal e um bem social, valioso para quem o possui e valioso para a sociedade em geral. A gratidão é um elemento essencial do florescimento humano, fundamental para o funcionamento harmonioso contribuindo assim par o que também é conhecido como homeostase (equilíbrio interno do corpo). A pesquisa empírica conduzida sobre a natureza e os efeitos da gratidão por mais de duas décadas revelou de forma convincente os seus benefícios para o bem-estar psicológico, físico, relacional e espiritual. Como um espectro vagamente coerente de atitudes responsivas manifestadas por pessoas nas suas relações umas com as outras e com o cosmos, a gratidão é uma parte essencial de nosso sistema de orientação. Ajuda na recuperação de perdas e traumas, pois amplia o campo perceptivo e ajuda as pessoas a ver o quadro geral e as oportunidades nele contidas. Como podemos ver, não se resume apenas ao que apregoam hoje em dia, principalmente nas redes sociais, vai muito mais para lá disso, a gratidão tem um poder próprio como vamos perceber de seguida. Uma dica: Hoje estás grato(a) pelo quê? Responde e sente-te.


Sentimentos de gratidão servem tanto como amortecedor quanto como reforço, reduzindo os níveis de stress e aumentando as emoções positivas, a satisfação com a vida e a resiliência. Talvez o mais único seja o facto de que a gratidão facilita o desenvolvimento e a manutenção das relações sociais, dai a sua importância quando trabalhamos em terapia psicológica o poder de agradecer por quem passa ou quem se mantêm na nossa vida. Como uma emoção moralmente convincente, motiva os destinatários da ajuda a expressar apreço pelos benfeitores e retribuir de alguma forma normativamente apropriada. No entanto, a gratidão vai além da mera reciprocidade, porque também motiva as pessoas a ajudar estranhos - comportamento evidente durante a pandemia.


Uma declaração de agradecimento por algum acto de gentileza recebido pode, portanto, funcionar como um sinal confiável da inclinação de uma pessoa para cooperar com outras nas trocas diárias. Somos animais sociais, lembremo-nos disto. Os benefícios de uma mentalidade grata e uma orientação grata em relação à vida parecem ser especialmente valiosos em casos de stress, como o gerado pela crise do coronavírus. A evidência do papel de reforço da gratidão durante a Covid-19 foi percebida numa pesquisa que examinou a frequência de sentimentos de gratidão dentro dos desafios únicos oferecidos pela pandemia. Além disso, foi o primeiro estudo a investigar a gratidão antecipada em perspectiva: como as pessoas esperam sentir-se gratas no futuro. O estudo também examinou se a gratidão estava relacionada às mudanças positivas percebidas no self durante a pandemia. A amostra consistiu em 511 participantes adultos que responderam ​​online a um questionário de Março a Maio de 2020. Os participantes foram questionados sobre as suas emoções actuais e futuras, bem como variáveis ​​de mudança automática. As pessoas relataram que ficaram muito gratas, mesmo no meio da pandemia. Mais de 56% relataram estar muito gratos, o que foi 17% maior do que qualquer outra emoção positiva (feliz, esperançoso, aliviado, alegre). As pessoas também esperavam ser ainda mais gratas no futuro (69%). Quanto mais gratas as pessoas ficavam, mais elas relatavam essas mudanças pessoais positivas. Isso é importante porque as pessoas podem aumentar os seus níveis de gratidão com práticas simples, como o registo diário.


Este estudo mostrou que, mesmo na pandemia, as pessoas relataram estar muito gratas e esperam que a sua gratidão cresça no futuro. Diante de crises e durante tempos difíceis, as pessoas confiam em sentimentos positivos para lidar com a situação e parecem voltar-se para a gratidão mais do que qualquer outra emoção positiva, dando suporte empírico à afirmação de que a gratidão não é apenas a melhor resposta às tragédias da vida. É a melhor abordagem para a própria vida.


Este é o poder muitas vezes invisível da gratidão e, permite-me, repetir: Hoje estás grato(a) pelo quê?

Obrigado por leres!

Vamos fazer psicoefeito?